Alexandre Santos

Quem é Alexandre Santos? 

Nascido e educado em Pernambuco, Alexandre Santos teve formação escolar no antigo Colégio Marista do Recife. Depois de graduar-se em engenharia civil pela Universidade Federal de Pernambuco, cumpriu os cursos de especialização em Transportes Urbanos e Trânsito na Universidade Federal do Ceará e de mestrado em Engenharia da Produção e em Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste na UFPE.

Iniciou a atividade profissional como engenheiro no Departamento Nacional de Trânsito do Ministério da Justiça, tendo, em seguida, se transferido para a prefeitura do Recife, onde exerceu diversos cargos, inclusive o de secretário-adjunto de Transportes e Obras.

Foi agraciado com a inclusão em confrarias importantes como a Ordem do Mérito Literário 'Jorge de Albuquerque Coelho', Ordem do Mérito Capibaribe, Ordem do Mérito 'Manoel Antônio de Moraes Rego', quadro de Membros Honoráveis do Colégio de Engenharia de Venezuela e quadro de agraciados com a Comenda Padre João Ribeiro.

Entre outras comendas e prêmios, Alexandre Santos recebeu a Medalha do Sesquicentenário do Gabinete Português de Leitura de Pernambuco, o Prêmio ‘Vânia Souto Carvalho’ instituído pela Academia Pernambucana de Letras para agraciar o melhor romance no concurso nacional de 2006, com o livro 'O moinho', vários Votos de Aplauso da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco e diploma de ‘Serviço Relevante Prestado à Nação’ do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Além de engenheiro da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife, Alexandre Santos é editor-geral do informativo ‘A Voz do Escritor’, membro do Conselho Editorial da Revista Algomais, do Conselho Consultivo da Revista Nova Águia (Lisboa, Portugal) e do Conselho Editorial da Revista Archiépelago (Cidade do México, México). Como produtor cultural, Alexandre Santos planejou, fez a curadoria geral e realizou o Congresso Mundial de Engenheiros Escritores e as edições 2013 e 2014 da Festa Literária Internacional do Ipojuca (FLIPO).

Atualmente, Alexandre Santos preside entidades importantes como o Clube de Engenharia de Pernambuco, a Associação Brasileira de Engenheiros Escritores e a União Brasileira dos Escritores.

De formação solidarista, Alexandre Santos integrou o grupo que criou o Partido do Solidarismo Libertador e o Partido Solidarista Nacional. Esteve entre os fundadores do PSOL em Pernambuco, tendo sido membro da Executiva Estadual, onde ocupou a vice-presidência estadual do partido e a presidência comissão executiva municipal no Recife.

Entre os inúmeros ensaios publicados, destacam-se A Inflação Desmistificada, O Fantasma da Dívida, A Propriedade dos Meios Naturais de Produção, Os Conceitos de Economia, Fortalecimento da Economia de Base Local, O pregão e seus reflexos na economia dos estados da federação.

Os livros já publicados por Alexandre Santos são Os retirantes, A inevitável primavera, Teoria do Valor, a série de cursos básicos - Matemática Financeira; Administração de Materiais e Avaliação financeira dos Projetos de Investimento – Economia & Poder, Solidarismo: o Brasil para todos, Subsidiariedade Econômica: A opção decisiva, Em debate, O elo fundamental (O desenvolvimento integrado dos campos), Crise - o fim do ciclo liberal, O direito ao trabalho remunerado, O debate continua, A administração de pequenas empresas em tempos de crise, A face oculta do mercado, O moinho, publicado em Cuba sob o título El molino, O ato de produção, O attache, Bastidores & Camarins, G’Dausbbah, Uma abordagem da Economia de Comunhão como estratégia para o desenvolvimento local, Um livro de contos, Maldição e fé, Raízes, Dossiê de Gustaff e O livro dos livros.