Conselho Editorial

Alexandre Santos

Nascido e educado no Recife, Alexandre Santos teve formação escolar no antigo Colégio Marista, na Avenida Conde da Boa Vista. Depois de graduar-se em engenharia civil pela UFPE, cumpriu os cursos de especialização em Transportes Urbanos e Trânsito na UFCE e de mestrado em Engenharia da Produção e em Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste na UFPE.
Iniciou a atividade profissional no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em Brasília, tendo, em seguida, se transferido para a prefeitura do Recife, onde exerceu diversos cargos, inclusive a secretaria-adjunta de Transportes e Obras. Foi condecorado pela Ordem do Mérito Capibaribe, no grau de Comendador, pela Prefeitura da Cidade do Recife, pela Prefeitura do Paulista com a comenda ‘Padre João Ribeiro’, pelo Clube de Engenharia de Pernambuco com a comenda da Ordem do Mérito Manoel Antônio de Moraes Rego, pelo Gabinete Português de Leitura de Pernambuco com a Medalha de Bronze Comemorativa do Sesquicentenário, pela União Brasileira de Escritores com a inclusão na Ordem do Mérito Literário Jorge de Albuquerque Coelho e pelo Colégio de Ingenieros de Venezuela com a insígnia de Sócio de Honra.

Atualmente, integra a equipe que supervisiona a elaboração dos estudos de concepção para a gestão Manejo de águas pluviais e drenagem urbana do Recife.

Alexandre preside a Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural, a UBE (União Brasileira dos Escritores), a Associação Brasileira dos Engenheiros Escritores e o Clube de Engenharia de Pernambuco. É membro Academia de Artes e Letras do Nordeste, onde já exerceu a presidência
Além de engenheiro da EMLURB (Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife), Alexandre é editor-geral do informativo ‘A Voz do Escritor’, semanário das Edições Moinho, e membro do Conselho de Desenvolvimento Urbano do Recife, do Conselho Editorial da Revista Algomais, do Conselho Consultivo da Revista Nova Águia (Lisboa, Portugal), do Conselho Editorial da Revista Archiépelago (Cidade do México, México), do Conselho Editorial das Edições Moinho. É curador geral de encontros importantes como a Festa Literária Internacional do Ipojuca (FLIPO), Congresso Mundial de Engenheiros Escritores e Encontro Pernambucano de Escritores.

Como escritor, Alexandre Santos participou de diversas antologias e, entre outros, publicou os seguintes artigos e livros: A Economia de Comunhão como estratégia para o desenvolvimento local, A face oculta do mercado; A inevitável primavera; A inflação desmistificada; A propriedade dos meios naturais de produção; Bastidores & Camarins, Curso básico de Administração de Materiais, Curso básico de Matemática Financeira, Curso básico de Matemática Financeira, Economia & Poder, Fortalecimento da Economia de Base Local; G’Dausbbah, Maldição e Fé, Manual de administração de pequenas empresas; O ato de produção; O attaché, O desenvolvimento integrado dos campos, O direito ao trabalho remunerado, O dossiê de Gustaff, O fim do ciclo liberal, O moinho (publicado em Cuba, pelo Editorial Arte y Literatura, sob o título ‘El molino’), Os conceitos de economia, Raízes, Solidarismo: O Brasil para todos, Subsidiariedade econômica: a opção decisiva e Teoria do Valor.

 

O currículo completo de Alexandre Santos está em www.alexandresanttos.com.br

Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural      Cult Turismo Cultural    Agência Gutenberg de Certificação